Primeira Página Jornal Sociedade Prevenção de maus tratos na infância foi assinalada com laço gigante
 

Qui

13

Abr

Prevenção de maus tratos na infância foi assinalada com laço gigante
Sociedade
Escrito por Paulo Jorge F. Marques   
Prevenção de maus tratos na infância foi assinalada com laço gigante

Na passada segunda-feira, dia 10 de abril, a CPCJ de Oleiros, os Técnicos das Piscinas Municipais e a equipa do CLDS, assinalaram o Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância com as crianças das Férias Desportivas de Páscoa.
Nesse dia, foi colocado na fachada do edifício da Câmara Municipal um laço azul gigante, símbolo desta causa, além de ter sido depois construído um Laço Humano. A todos foi também pedido que escrevessem uma frase sobre este tema, estando essas frases afixadas num placard junto ao laço gigante. A ação terminou com todos vestidos de azul, numa coreografia dinamizada pelo professor de desporto João Marques.
O Movimento Laço Azul tem a sua origem em Virgínia, nos Estados Unidos em 1989. Nesse ano, Bonnie W. Finney divulgou a história trágica dos maus tratos aos seus netos. Para despertar consciências e sobretudo suscitar questões, a avó atou à antena do seu automóvel uma fita azul, a cor das nódoas negras dos seus netos. A fita servia de mote para contar os acontecimentos dramáticos e alertar para a problemática dos maus tratos na infância. Esse primeiro laço deu origem a um movimento, que rapidamente ganhou dimensão mundial. Com o lema "Apenas o coração pode bater", esta ação está inserida no âmbito do Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância, que ocorre durante o mês de abril e é assinalado por todas as CPCJ's do país

 
Tem de se autenticar (ou registar-se, se ainda não possui uma conta) para poder adicionar comentários a este artigo.

| Mais