Primeira Página Jornal Política Primeiro Ministro visita Vila Velha de Ródão
 

Seg

10

Abr

Primeiro Ministro visita Vila Velha de Ródão
Escrito por Paulo Jorge F. Marques   
Primeiro Ministro visita Vila Velha de Ródão

Vila Velha de Ródão - O Primeiro Ministro, António Costa, estará no próximo dia 18 de abril, em Vila Velha de Ródão, para participar na cerimónia de assinatura do Protocolo do Projeto Piloto do Tejo Internacional.
A assinatura do acordo terá lugar na Casa de Artes e Cultura do Tejo, e o documento será rubricado pelas Câmaras Municipais de Vila Velha de Ródão, Castelo Branco e Idanha-a-Nova (autarquias que integram o Parque Natural do Tejo Internacional), Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), Instituto Politécnico de Castelo Branco, associação ambientalista Quercus e a Associação Empresarial da Beira Baixa.
Luís Pereira, presidente da Câmara de Vila Velha de Ródão, mostra-se satisfeito pela vinda do Primeiro Ministro ao concelho, "para participar na cerimónia da assinatura do Protocolo, o qual se insere no programa de transferência de competências para os municípios".
O presidente do Município destaca o facto de o acordo "incidir em áreas importantes como o património natural e a preservação da natureza", lembrando "que o concelho de Vila Velha de Ródão tem estado a trabalhar intensamente nessas vertentes".
O protocolo tem como objetivo a concretização do ‘Projeto Piloto para a Gestão Colaborativa do Parque Natural do Tejo Internacional', o qual visa testar um novo modelo de gestão envolvendo autarquias, o ICNF, ONG, academia e representantes do tecido económico.
Para Luís Pereira a assinatura deste protocolo é bastante benéfico para a gestão do Parque do Tejo Internacional, "pois os municípios têm uma proximidade e uma forte interação com o território, pelo que não faz sentido que uma parte significativa desse território escape à gestão das autarquias, sobretudo quando os valores que estão em causa se podem assumir como fortemente diferenciadores e importantes para a dinâmica económica".
O autarca destaca ainda a visão "participativa na gestão do Parque do Tejo Internacional, pois além dos municípios envolverá outras entidades como o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), Instituto Politécnico de Castelo Branco, associação ambientalista Quercus e a Associação Empresarial da Beira Baixa. E isso é muito positivo"
As sete entidades integrarão o Conselho de Gestão do Plano Piloto, e designarão de entre os Presidentes de Câmara, o seu presidente e vice-presidente, assim como, a Direção do Plano Piloto composta por 3 representantes.
O Presidente do Conselho de Gestão será cumulativamente o presidente da Direção do Plano Piloto, cujo elenco ficará completo com o ICNF e uma das demais entidades representativas da sociedade no Conselho de Gestão.
Para além do modelo de governação para o Projeto Piloto, o Protocolo define um Plano de Ações a desenvolver em dois anos civis.

 
Tem de se autenticar (ou registar-se, se ainda não possui uma conta) para poder adicionar comentários a este artigo.

| Mais