Primeira Página Jornal Ocorrências Zona Industrial de Proença-a-Nova varrida por onda de assaltantes
 

Qui

19

Jan

Zona Industrial de Proença-a-Nova varrida por onda de assaltantes
Ocorrências
Escrito por Paulo Jorge F. Marques   

Zona Industrial de Proença-a-Nova varrida por onda de assaltos

 

Na noite de anteontem, na Zona Industrial de Proença-a-Nova foram assaltada as instalações da Casa Costa, de onde os larápios roubaram dois portáteis e um tablet. "Como é obvio o valor do material é importante mas o mais grave foi levarem o trabalho de meses que tinha dentro do portátil. Faça-se justiça a quem rouba sem pensar no prejuízo que causou", queixa-se Davida Costa, o lesado.

De resto, foram várias as unidades industriais alvo dos ladrões, desde logo a empresa de rações Gaudêncio. Entraram por uma janela do pavilhão, bem alta, diga-se, e levaram o vídeo que recolhe as imagens das câmaras de vigilância. Já nas empresas Beiratorno e Carlos Henriques Alumínios levaram maquinaria: rebardadoras e berbequins, alguns até deixados pelo caminho.
Na firma Proençatorno, não conseguiram entrar, pois o proprietário estava no interior e gritou, embora não tenha saído do edifício. Alarmados, os larápios tentaram depois assaltar a vizinha oficina Cascalheira e Filhos, mas ao saltar um muro arrastaram uma viga de ferro que causou grande estrondo. Fugiram do local. Ficou tudo gravado na câmara de vigilância, mas agiram de rosto tapado e com luvas. GNR e PJ estiveram no local, a recolher indícios, mas a tarefa não será fácil, pois há quem diga que o grupo agiu com rapidez e bem organizado, quando era apenas meia noite.

 
Tem de se autenticar (ou registar-se, se ainda não possui uma conta) para poder adicionar comentários a este artigo.

| Mais