Primeira Página Jornal Cultura Bibliomóvel comemora 10 anos com programa para todos os públicos
 

Seg

20

Jun

Bibliomóvel comemora 10 anos com programa para todos os públicos
Cultura
Escrito por Paulo Jorge F. Marques   
Bibliomóvel comemora 10 anos com programa para todos os públicos
A Bibliomóvel - Biblioteca Itinerante de Proença-a-Nova comemora no próximo fim de semana 10 anos de viagens pelas localidades dispersas do concelho de Proença-a-Nova, pelos centros de dia e instituições da Santa Casa da Misericórdia. O objetivo é levar biblioteca a todos, dentro do espírito da Biblioteca Itinerante Calouste Gulbenkian que, há algumas décadas, colmatava a inexistência destas infraestruturas na região. Atualmente, para além de promover a leitura, a Bibliomóvel funciona ainda como posto móvel avançado dos serviços municipais, desempenha uma função social, como antídoto contra a solidão e, em período de férias, apoia a ocupação dos mais jovens. Realiza também projetos sazonais de animação, levando consigo acordeonistas ou realizando ateliers de ciência, em parceria com o Centro Ciência Viva da Floresta. "Este é sem dúvida um dos projetos mais emblemáticos que a Câmara Municipal tem dinamizado na última década pelo impacto que causa junto da população mais idosa e isolada do concelho que assim tem a oportunidade de usufruir de serviços de proximidade que ultrapassam largamente o simples empréstimo de livros", afirma João Lobo, presidente da Câmara Municipal de Proença-a-Nova.
O programa de celebração do décimo aniversário da Bibliomóvel vai ser feito de vários momentos, ao longo deste sábado, 25 de junho. O primeiro deles conta com a presença da Associação Portuguesa de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas, da Fundação Calouste Gulbenkian e da Direção Geral do Livro, Arquivo e Bibliotecas. Segue-se a conferência onde se debate a importância das bibliotecas itinerantes, com as intervenções de Roberto Aranz, do Instituto Leones de Cultura, e de João Henriques, que acompanhou de perto a Bibliomóvel no âmbito de um trabalho académico. Ao início da tarde, o espaço é dedicado às bibliotecas itinerantes presentes no aniversário, oriundas de diferentes pontos do país, que estão convidadas a apresentarem o seu projeto. Entre outras, darão testemunho Helena Ribeiro, da Biblioteca Andarilha de Beja, António Ramires, da BIR de Redondo, e Gonzalo Moure, coordenador do Bubisher, um projeto de bibliotecas nos campos de refugiados do Sahara Ocidental: "até agora são seis bibliotecas, três fixas e três móveis, dinamizadas por bibliotecários e animadores saharauis e que levam liberdade em forma de Biblioteca a um povo sem terra numa terra sem povo".
Haverá ainda dois momentos para os contadores de caminho António Fontinha, Miguel Horta e Rodolfo Castro mostrarem a sua arte de contar histórias. O primeiro está marcado para o auditório municipal às 14h00, para um público infantil, e o segundo na cafetaria municipal, às 22h30, para um público adulto. Outro dos pontos altos da festa será o desfile das Bibliotecas Itinerantes presentes no aniversário da Bibliomóvel pelas ruas de Proença-a-Nova. A mítica Biblioteca Itinerante da Fundação Calouste Gulbenkian estará em exposição no exterior do Auditório Municipal mas problemas mecânicos impedem-na de se juntar ao cortejo.
Pela noite dentro, e na cafetaria municipal, a celebração termina com um concerto da banda "O Homem da Carabina" que em 2014 editou o seu álbum de estreia "Dá-me Estrada", muito em sintonia com a temática das Bibliotecas Itinerantes. "O caminho, sempre o caminho. Este é o território funcional da Bibliomóvel de Proença-a-Nova. O caminho que se faz diariamente por estas estradas, terras e gentes levando biblioteca pública a quem dela necessita ou mostrando todas as vantagens de usufruir dos seus recursos. Este é o compromisso que carregamos com todo o gosto e ilusão. A estrada, por vezes, leva-nos sempre a destinos traçados, mas também a paragens mais ou menos distantes (reais e virtuais). Deste, e do outro lado do mundo, as Bibliotecas Itinerantes fazem do caminho a sua raiz identitária. Levamos e transportamos Biblioteca Pública. É o que somos. É o que fazemos. A Bibliomóvel de Proença-a-Nova é uma Biblioteca Itinerante. Por isso o seu caminho está sempre por fazer e vamos continuar a faze-lo, sempre com a mesma vontade de tentar fazer sempre o melhor, melhor possível! Estamos a caminho", escreve Nuno Marçal, o bibliotecário itinerante da Bibliomóvel de Proença-a-Nova.
 
Tem de se autenticar (ou registar-se, se ainda não possui uma conta) para poder adicionar comentários a este artigo.

| Mais
Faixa publicitária