Primeira Página Jornal Obras e Projectos Armadilhas para o Nemátodo do Pinheiro
 

Sex

17

Jun

Armadilhas para o Nemátodo do Pinheiro
Obras e Projectos
Escrito por Paulo Jorge F. Marques   
Armadilhas para o Nemátodo do Pinheiro


O ICNF (Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas) tem desenvolvido no concelho de Oleiros, ações de monitorização no âmbito da luta contra o Nemátodo da madeira do pinheiro. O Gabinete Técnico Florestal do Município de Oleiros associa-se a esta iniciativa apelando a toda a população que não danifique e/ou furte as armadilhas que têm vindo a ser colocadas.
O combate ao Nemátodo do Pinheiro tem sido uma preocupação no concelho. Esta é uma doença que afeta os pinheiros e que tem causado grandes prejuízos aos produtores e à industria transformadora do concelho. De modo a garantir o sucesso da ação de monitorização, o Município reforça o apelo a todas as pessoas que não danifiquem nem retirem do local as armadilhas que vão sendo colocadas para captura do inseto-vetor desta doença.
Recorde-se que o Nemátodo do Pinheiro (NMP) é uma doença causada por um verme microscópico da família das lombrigas que se transmite às árvores através de um inseto-vetor, pelo que a dispersão do Nemátodo está limitada ao período de voo desse inseto (de abril a outubro).
Visualmente, o NMP deteta-se pelo amarelecimento e murchidão das agulhas, diminuição da produção de resina, manutenção das agulhas mortas por período prolongado e existência de ramos secos mais quebradiços que o habitual, levando à secura total da copa. Para combater esta doença, para além da colocação de armadilhas, é essencial detetar e remover pinheiros mortos ou com sintomas de declínio (preferencialmente de novembro a março) e eliminar todos os sobrantes da exploração florestal, cujos trabalhos requerem alguns preceitos e constituem uma obrigação legal da responsabilidade dos proprietários.

 

 
Tem de se autenticar (ou registar-se, se ainda não possui uma conta) para poder adicionar comentários a este artigo.

| Mais