Primeira Página Jornal Ciência NOTÍCIAS DO CCVFLORESTA
 

Seg

09

Mai

NOTÍCIAS DO CCVFLORESTA
Ciência
Escrito por Paulo Jorge F. Marques   
NOTÍCIAS DO CCVFLORESTA
REDE DE CENTROS REUNE EM PROENÇA-A-NOVA
Promovida pela Ciência Viva - ANCCT reuniu em Proença-a-Nova nos dias 2 e 3 de maio, a Rede Nacional dos Centros Ciência Viva, este encontro contou com a participação de 19 centros do continente e 1 da região autónoma dos Açores. Realizado semestralmente, este encontro circula pelos vários centros, servindo para analisar e discutir um conjunto de temas ligados as questões de funcionamento e financiamento de cada centro em particular e da rede em geral possibilitando o conhecimento de cada um dos parceiros pelas equipas coordenadoras dos restantes centros.
O presente e o futuro da comunicação e educação em ciência e tecnologia veiculada pelos Centros, como disponibilizar com qualidade e em tempo útil o conhecimento cientifico com maior impacto no dia-a-dia e nas vidas das pessoas, como atrair novos públicos e melhorar a literacia dos cidadãos em ciência e tecnologia, como atrair jovens estudantes para carreiras científicas ou como obter novas formas de financiamento que permitam aos centros maior sustentabilidade e autonomia foram entre outros os temas tratados nesta reunião.
Nas palavras da Diretora nacional Dr.ª Rosalia Vargas o projeto Ciência Viva que este ano comemora 20 anos, é uma aposta ganha e reconhecida nacional e internacionalmente pelo trabalho em prole da difusão da cultura científica e tecnológica, também o presidente da Câmara Eng. João Lobo referiu na sessão de abertura dos trabalhos que o CCVFLORESTA é uma aposta do município, que tem realizado um trabalho de enorme valia para a comunidade local e regional, sendo um dos ex-libris do concelho de Proença-a-Nova, foi também lembrada a figura do Dr.º Mariano Gago como o grande mentor e impulsionador do projeto Ciência Viva. No final foi plantado um carvalho que assinala ao mesmo tempo este encontro e os 20 anos da rede.


CCVFLORESTA PARTICIPA NA EXPOSIÇÃO INTERATIVA "PORQUE SOMOS COMO SOMOS?"
O Consórcio Ciência Viva, representado pelos Centros Ciência Viva de Estremoz, Alviela, Bragança e Proença-a-Nova, em parceria com a FenaCerci e a Câmara Municipal de Lisboa, inauguraram no dia 5 de maio a exposição interativa "Por que somos como somos? A evoluir há 4 570 milhões de anos", a mostra estará patente entre 5 de maio e 15 de maio, no Terreiro do Paço, Sala dos Arcos do Torreão Poente, em Lisboa.
Compreender a enorme diversidade da vida existente no nosso planeta implica o cruzamento de saberes. Biólogos, Físicos, Geólogos, Matemáticos e Químicos juntam-se para nos fazerem entender a Evolução da Vida através de experiências interativas.
Quatro Centros Ciência Viva, três Instituições de Ensino Superior e três Centros de Investigação Científica unem-se para nos explicarem "Por que somos como somos? A evoluir há 4 570 milhões de anos".
A exposição "Por que somos como somos? A evoluir há 4 570 milhões de anos" foi financiada pelo Ciência Viva - ANCCT e teve a coordenação científica da Escola de Ciências e Tecnologia da Universidade de Évora, do Instituto de Ciências da Terra e dos Institutos Politécnicos de Bragança e Leiria.
Na sessão de abertura estiveram presentes a Secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência, Dra. Ana Sofia Antunes, a presidente da FENARCERCI, comendadora Julieta Sanches, a presidente da Agência Nacional Ciência Viva, Dra. Rosália Vargas, a Reitora da Universidade de Évora, Dra. Ana Maria Costa Freitas.
Representando Proença-a-Nova estiveram presentes o presidente da câmara eng. João Lobo e o vice-presidente, prof João Manso e uma equipa do CCVFloresta composta pela coordenação e monitores.
A exposição vai estar patente ao público em Lisboa até dia 15 de maio e posteriormente circulará pelos quatro centros durante os próximos dois anos.
Vítor Bairrada

ATIVIDADES DE MAIO
No dia 14 teremos a "CAMINHADA BOTÂNICA COM FERNANDA BOTELHO", este passeio propõe a descoberta de plantas medicinais e ervas silvestres comestíveis. Ir à descoberta destas plantas e descobrir a sua utilidade para a nossa saúde e para o equilíbrio dos ecossistemas.

 

 
Tem de se autenticar (ou registar-se, se ainda não possui uma conta) para poder adicionar comentários a este artigo.

| Mais
Faixa publicitária