Primeira Página Jornal Editorial "Pegar os bois pelos cornos"
 

Qua

09

Out

"Pegar os bois pelos cornos"
Editorial
Escrito por Paulo Jorge F. Marques   
 "Pegar os bois pelos cornos"

Vão fechar serviços de finanças. Quem é o culpado? o Governo? Não. Fecham porque a desertificação é galopante, não há pessoas que justifiquem a sua manutenção.


Quem são os culpados da desertificação do interior?
Primeiro, as próprias pessoas, que não quiseram ficar na sua terra. Claro, sem uma nova lei das sesmarias, nada se resolve.

Depois, não se conseguiu atrair empresas, fixar pessoas e inverter a desertificação.
Mas na minha opinião, de forma muito pessoal, os verdadeiros culpados são as pessoas, que na primeira oportunidade fizeram as malas e "fugiram para as cidades". A desculpa de não haver trabalho é desculpa esfarrapada.
Isto só vai lá com uma nova lei das sesmarias, que relembro aqui o seu objetivo: obrigava as pessoas a ficarem nas suas terras. Alguém imagina isso em democracia. Era uma guerra civil. Com incentivos daqui e dali, para as pessoas ficarem, também não vamos lá.

A  desertificação só acaba quando as pessoas se mentalizarem que têm que ficar na suas terras, onde são mais necessárias. Em democracia, a desertificação só acaba quando houver leis para o efeito. Noutros regimes mais autoritários, há muito que estava resolvida. Porque é que em certos países da Europa não se verifica o antagonismo ente litoral sobrelotado de gente e um Interior deserto?
Porque as pessoas têm gosto de viver nas terras que os viram nascer e ficam. Acontece por exemplo em França.

A desertificação só acaba quando as pessoas se mentalizarem que têm que ficar na suas terras, onde são mais necessárias, volto a frisar.

Ou então leis tipo sesmarias. É bom pensar nisto, porque daqui a uns anos temos o Interior sem ninguém, e pessoas  só nas sedes de concelho.

  Façam-se campanhas de sensibilização do tipo " eu gosto da minha terra. fico , obrigado", para aumentar a autoestima de quem cá vive.

Mas ficar como, se não há emprego?, perguntam alguns. Eu respondo: tanto emprego que pode ser criado nestas terras e nesta região. Temos andado a começar a casa pelo telhado".

 Quem  não gostar das palavras "regimes autoritários e sesmarias", apresente soluções. Nós publicamos.

 
Tem de se autenticar (ou registar-se, se ainda não possui uma conta) para poder adicionar comentários a este artigo.

Faixa publicitária