Primeira Página Jornal Economia e Negócios Processo de licenciamento da Derovo foi iniciado
 

Qua

24

Ago

Processo de licenciamento da Derovo foi iniciado
Economia e Negócios

Processo de licenciamento da Derovo foi iniciado

A Câmara de Proença-a-Nova iniciou o processo de licenciamento das linhas de alimentação elétrica destinadas à maior unidade de produção de ovos do país.
"A autarquia está a concretizar os investimentos de acordo com o previsto no protocolo celebrado com a empresa Derovo, pelo que as obras das instalações devem avançar no final de 2011 ou no início de 2012, ano em que entrará em laboração", disse João Paulo Catarino, presidente da autarquia.
A consulta pública do estudo de impacto ambiental daquela que será a maior unidade de produção de ovos do país termina a 29 de agosto. João Paulo Catarino afirma que "até agora não foram levantadas questões relevantes, pelo que está-se a realizar os investimentos de acordo com o protocolo assinado".
O licenciamento do projeto só poderá ser concedido após Declaração de Impacte Ambiental Favorável ou Condicionalmente Favorável. De acordo com os prazos fixados por lei, esta declaração deverá ser emitida pela tutela até dia 09 de novembro.
O investimento deverá entrar em velocidade cruzeiro em 2014, quando estiver concluído o investimento total previsto, 28 milhões de euros, comparticipados pelo Proder - Programa de Desenvolvimento Rural - em cerca de 30 por cento.
Com o Projeto Avícola Integrado de Proença-a-Nova, a Derovo prevê criar 64 postos de trabalho.
A capacidade instalada será de 1.679.320 galinhas e prevê-se uma produção de 290 milhões de ovos por ano, destinando-se cerca de 60 por cento à comercialização em fresco e 40 por cento à quebra e pré-pasteurização, para posterior transformação.

Lusa

 
Tem de se autenticar (ou registar-se, se ainda não possui uma conta) para poder adicionar comentários a este artigo.

| Mais